Guilhotina
Os processos de corte são as operações mais comuns no processamento de metais planos empregados para preparar chapas para as etapas posteriores de processamento e montagem de vários produtos finais.

No processo de corte por guilhotina as chapas são submetidas à ação de pressão exercida por uma lâmina de corte. Como se trata de uma máquina de corte linear e tem como característica primordial a inclinação de sua lâmina, é necessária uma força menor para executar o corte, quando comparada com processos de corte que são realizados por prensas ou puncionadoras.

As operações de corte mecânico normalmente produzem descontinuidades, principalmente rebarbas, na região das bordas, para evitar este tipo de problema a EIB, e quando solicitado, recorre ao corte por laser.

A EIB possui várias guilhotinas, que possibilitam o corte de chapa de qualquer tipo de metal com 3mx3mm (C x E).